CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Meditação é técnica eficaz para ansiedade causada pela quarentena

19-05-2020

Quem assistiu, ontem (18/5), ao programa Encontro com Fátima Bernardes, acompanhou uma entrevista em que a cantora Gabi, do grupo Melim, afirmou que passou por uma crise de ansiedade e está usando a meditação para superar o período de quarentena. Não é para menos, estamos há mais de 60 dias em isolamento, e a maioria dos brasileiros segue enfrentando uma rotina diferente: home office, aulas on-line, exercícios em casa, etc. E essa incerteza do que vai acontecer no futuro traz insegurança e ansiedade. 

O exercício de meditação é uma técnica de treinamento mental que, além de eficaz no combate à ansiedade, é utilizada para melhorar a frequência cardíaca, a pressão arterial, a resposta do sistema imunológico, bem como melhorar o equilíbrio e o controle postural. Além disso, auxilia em trabalhos com a memória, o nível cognitivo e a aprendizagem do indivíduo.

O professor Nélio Silva de Souza, do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso), explica que o exercício de meditação é bem simples. “O indivíduo deve se sentar em uma cadeira confortável, colocar as mãos apoiadas sobre as coxas, fechar os olhos e prestar atenção na respiração. Um detalhe importante é que a pessoa não deve controlar a sua respiração, não precisa se preocupar em respirar mais profundo ou mais lento. O indivíduo deve simplesmente só prestar a atenção na respiração, sem se preocupar com outra coisa”, disse o professor. 

Nélio destaca também que a prática ajuda no manejo do estresse e da ansiedade e ensina a técnica. “Feche os olhos e preste atenção no ar entrando. Quando o ar estiver entrando pense: dentro, dentro, dentro... Quando o ar estiver saindo, pense: fora, fora, fora... Esse exercício pode ser realizado entre cinco e dez minutos, ao menos, uma vez ao dia”, explica. 

Por Juliana Lila

Outras Notícias





Atendimento On-line