Unifeso - Dr. Daniel Soranz relata desafios da pandemia frente à Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro

CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS




Dr. Daniel Soranz relata desafios da pandemia frente à Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro

11-05-2022

No dia 4 de abril, a Fundação Educacional Serra dos Órgãos (Feso) recebeu Dr. Daniel Soranz, médico, sanitarista, doutor em Epidemiologia, mestre em Políticas Públicas de Saúde pela ENSP/FIOCRUZ e ex-secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, para a conferência “SUS e os desafios na pandemia de Covid-19”.

Daniel é egresso do curso de Medicina do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso), onde também atuou como professor. Ele deixou o cargo na secretaria de saúde em março deste ano. O convidado relatou a sua experiência, frente à crise sanitária que atingiu o mundo, de manhã, no auditório do Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano (HCTCO); e à tarde, no Unifeso, ambos os momentos com auditórios lotados e transmissão simultânea no canal da instituição no YouTube.

“Queria reiterar a emoção e a alegria de ter o Daniel aqui. No fundo, reconhecemos ele como alguém da casa. Os desafios da pandemia não se esgotaram, e o Daniel, com essa vertente da gestão, da pesquisa e também da ciência, esteve sempre muito próximo ao grupo da Fiocruz, à frente do estudo de Paquetá, enfim, acho que conseguiremos trocar informações bastante proveitosas”, destacou Verônica Albuquerque, reitora do Unifeso, que abriu a conferência.

Dr. Daniel iniciou sua fala destacando o crescimento da Feso. “Preciso destacar como impressiona ver o crescimento da Feso. Fui professor da casa durante muito tempo, acompanhei um pouco a construção do novo currículo e estou impressionado como a instituição avançou em relação à gestão e aos processos, a nova estrutura física do HCTCO chama a atenção”, disse. 

Na conferência foi possível analisar as produções, as invenções e os desafios na gestão do cuidado implementadas pelas redes de atenção à saúde no município do Rio de Janeiro para o enfrentamento da pandemia da Covid-19, além de conhecer as experiências exitosas da gestão em saúde. O objetivo foi debater os temas da vigilância em saúde no âmbito do enfrentamento da pandemia e compartilhar os avanços, as oportunidades e as perspectivas futuras na gestão em saúde pública no pós-pandemia.

“A pandemia afastou um pouco as pessoas, mas foi um período de troca muito intensa. Ficou clara a importância de utilizarmos alguns parâmetros científicos e algumas evidências para a tomada decisão. A gente viveu um período com uma doença nova que evoluiu muito rápido, mas existem formas de tomarmos decisão nesses momentos e não precisamos de tanta tentativa e erro, se aproveitarmos as experiências institucionais construídas ao longo de décadas. Não é fácil construir isso, pois é um desafio de sociedade”, destacou Dr. Daniel. 

Por Juliana Lila

Outras Notícias






Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.