Especialidades



img
O cardiologista tem papel fundamental no processo para a cirurgia bariátrica. É ele quem vai monitorar, tratar e otimizar o desempenho cardíaco do paciente. O acompanhamento deve ocorrer desde o pré-operatório até o período de adaptação do paciente a uma nova rotina.

img
Sabe-se hoje que a cirurgia bariátrica é o tratamento mais eficaz para a perda de peso e, principalmente, para a manutenção do peso perdido quando se trata de casos graves de obesidade ou quando a obesidade já traz complicações metabólicas, osteoarticulares ou psicossociais, causando doenças como: diabetes, hipertensão arterial, distúrbios de colesterol, gordura no fígado (esteatose hepática/esteatohepatite), transtornos do sono, infertilidade, artrose de joelhos e de coluna, hérnias de disco, estigmatização social, entre outros.

img
Enquanto a cirurgia bariátrica tem como objetivo principal a redução do peso em pacientes com obesidade moderada e severa (IMC ≥35), a Cirurgia Metabólica refere-se ao tratamento cirúrgico prioritário do Diabetes Tipo 2 e outras doenças que compõem a chamada síndrome metabólica, como: hipertensão arterial (pressão alta), elevação do colesterol, elevação dos triglicerídeos e excesso de gordura no fígado (esteatose hepática); em pacientes com obesidade leve (IMC entre 30-35 kg/m2).

img
Muitos pacientes que tiveram boa perda ponderal após a cirurgia bariátrica necessitarão realizar cirurgias plásticas reparadoras no abdome, nas mamas, nas coxas e nos braços. Realizada entre 18 meses e 2 anos após a cirurgia bariátrica, a cirurgia plástica encerrará a jornada inicial do paciente com um toque estético e a retirada do excesso de gordura não saudável.

img
Uma avaliação clínica/endocrinológica inicial é essencial para rastrear possíveis doenças associadas à obesidade, doenças causadoras de obesidade e transtornos alimentares.

img
Terapias endoscópicas, como o balão intragástrico, podem fazer parte do arsenal de tratamento da obesidade para os pacientes que falharam com o tratamento clínico e que não são elegíveis ao tratamento cirúrgico. Temos no nosso Centro uma equipe de endoscopia especializada para a sua avaliação.

img
Portadores de obesidade grave, por vezes, precisam de programas de pré-habilitação antes da cirurgia bariátrica, assim como reabilitação após o procedimento. Dispomos de um centro de treinamento especializado em nosso serviço.

img
As consultas nutricionais que antecedem a cirurgia lhe ajudarão a compreender a importância da alimentação balanceada de forma a evitar problemas no pós-operatório. Os erros alimentares deverão ser corrigidos antes da cirurgia para que você prepare o seu organismo para o momento cirúrgico e também para facilitar sua adesão aos novos hábitos alimentares após a cirurgia e para toda a vida.

img
Doenças pulmonares, como asma e apneia do sono, podem estar presentes na obesidade e necessitarem de avaliação e de tratamento especializados. Neste cenário, um pneumologista pode fazer parte da sua jornada.

img
A participação do psicólogo no processo inicia-se logo após a indicação cirúrgica, quando é feita uma Avaliação Psicológica, através da qual o psicólogo consegue compreender e concluir o diagnóstico, fazer prognóstico, encaminhamentos, oferecer orientações e assim proporcionar possibilidades de crescimento, reflexão e preparação para as cirurgias bariátricas, não só para os pacientes, mas também para seus familiares e junto à equipe multidisciplinar.

img
Distúrbios comportamentais e alimentares podem causar ou agravar a obesidade e necessitam ser adequadamente identificados e tratados para que não interfiram no resultado final do seu tratamento, quer no curto ou no longo prazo. O psiquiatra, quando indicado pela equipe, será fundamental para lhe dar suporte e condições plenas de seguir em frente com o seu novo projeto de vida.

Endereços
Av. Delfim Moreira,
2211 - Vale do Paraíso, Teresópolis - RJ

R. Carmela Dutra,
256 - Agriões,
Teresópolis - RJ

Contatos
E-mail: hctco@unifeso.edu.br
Telefone: (21) 99650-6064

Links

HCTCO

Unifeso